segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Timor Leste dá adeus às forças de manutenção da paz após 13 anos

A ONU concluiu a sua missão de manutenção da paz no Timor Leste neste domingo, 13 anos depois de ter chegado à nação mais nova da Ásia em meio a uma transição sangrenta para a independência.

A missão, que contou com a presença de cerca de 1.500 soldados e policiais da ONU, vai recolher sua bandeira e mandar de volta para casa os seus últimos integrantes, enquanto uma "equipe de liquidação" de 79 oficiais vai permanecer para encerrar as últimas ações das Nações Unidas.


Confira a notícia da AFP, no UOL

Um comentário:

zealfredo disse...

Outro trecho:

"Analistas consideram que há poucas indicações de que possa haver uma retomada da violência a curto prazo, mas as instituições públicas, incluindo a força policial e o setor judiciário, permanecem frágeis.

Também há fortes preocupações de que a pobreza, os altos índices de desemprego entre os jovens e uma população que cresce rapidamente possam levar a um aumento da violência no futuro.

Críticos do governo destacam a forte dependência da economia timorense das reservas de petróleo e gás, que, segundo eles, beneficiam mais as populações urbanas de Timor do que os empobrecidos dos campos."