sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Francisco Dornelles é primo de Aécio Neves. Ele propôs uma mamata federal. Isso deveria ser relevante para o jornalismo “amigo de Lula”

O cúmulo da hipocrisia é que, enquanto de um lado pretendia desonerar a OAS e a Odebrechet, reduzindo a arrecadação de impostos, Francisco Dornelles pregava austeridade fiscal ao governo.
A hipocrisia não é uma exceção no PP, um partido que, como o PMDB, é ao mesmo tempo da base de Dilma e não é.
O partido indicou seis deputados pró-impeachment à comissão “produzida” por Eduardo Cunha na Câmara e enterrada pelo STF: Jair Bolsonaro (RJ), Jerônimo Goergen (RS), Luis Carlos Heinze (RS) e Odelmo Leão (MG) e mais os suplentes Renzo Braz (MG) e Roberto Balestra (GO).
Dois deles, Jerônimo Goergen e Luis Carlos Heinze, estão na lista de investigados da Operação Lava Jato.
O PP de Dornelles, aliás, é recordista: tem três senadores, 18 deputados e 11 ex-parlamentares sob investigação da PGR.
Agora tem um ex-senador e vice-governador, com a inclusão de Dornelles, o primo de Aécio.

Confira no Vi o Mundo

4 comentários:

zealfredo disse...

Francisco Dornelles é primo do Aécio!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
zealfredo disse...

Sinto muito, Anônimo, seu comentário não acrescenta nada, e é de bastante mau gosto.

zealfredo disse...

Ok, então.
Você não disse nada sobre o texto em si.