sexta-feira, 17 de abril de 2015

O que dizem terceirizados sobre a terceirização? Fomos ouvi-los

O melhor método de formar uma opinião sobre as terceirizações é conversar com funcionários terceirizados.
Fiz isso na unidade em que eu trabalho na UFRJ.
Num universo de cinqüenta funcionários terceirizados, vários deles estão na terceira, quarta, quinta ou sexta empresa. As anteriores decretaram falência, perderam contratos e os demitiram ou simplesmente, um belo dia, desapareceram.
Uma funcionária que prefere não se identificar com medo de represálias, mas trabalha há mais de 20 anos como terceirizada no setor de limpeza e já passou por seis empresas, relata situações absurdas e de muito sofrimento.
A mais forte talvez seja a da empresa Vidal Brasil, na qual trabalhou por um ano e oito meses, os três últimos sem receber. Entrou na Justiça, venceu a causa, mas nunca recebeu nada.
Sim, os escritórios da empresa sumiram, os donos estão foragidos e os terceirizados ficam então sem receber, à espera de uma Justiça que nunca chega para os pobres. Ou quando chega é para prendê-los, por não terem suportado mais.

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo

2 comentários:

zealfredo disse...

Continuo aguardando a opinião dos trolls sobre o assunto.
O partido que eu imagino que esteja mais próximo deles (PSDB) votou em massa a favor da terceirização.

Anônimo disse...

Nosso PMDB na sua grande maioria vai votar com a maioria.
As forças do atraso sempre pressionam muito para manter seus ganhos corporativos. A pelegagem sindical quer manter sua carteira de rendimentos intocáveis.