domingo, 19 de julho de 2015

Documento da PF traz João Roberto Marinho na lista do jantar com Lula

O jantar para Lula organizado por Marcelo Odebrecht, fruto de investigação da PF e que o jornalismo “investigativo” brasileiro está tratando como um indício claro das relações espúrias da empreiteira com o ex-presidente teria reunido 15 pessoas na casa do anfitrião, no Condomínio Jardim Pignatari.
Até agora, porém, os colegas que estão buscando restos do que se comeu na ocasião para ver se acham o DNA dos participantes revelaram apenas três nomes, além do de Marcelo Odebrecht e Lula, o do ex-ministro Antonio Palocci, o de Sérgio Nobre (presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC) e  o da Juvandia (presidente do Sindicato dos Bancários).
Pois bem, como você pode perceber no fac-simile acima, de um dos documentos vazados, João Roberto Marinho, era um dos 15 nomes da lista.

2 comentários:

zealfredo disse...

João Roberto Marinho.

Presidiário José Dirceu disse...

Como a imprensa vai noticiar a prisão do Lula:
- Bom Dia Brasil: “Mercado de algemas cresce e aquece a economia do país"
- Folha de S. Paulo: “Polícia de Alckmin avançou sinal vermelho na busca"
- Mônica Bergamo: “José Dirceu está triste e nem cafuné está funcionando"
- O GLOBO: “Eduardo Paes é inocente"
- VEJA: "Ufa!"
- GloboNews: “Prisão mostra que Brasil é racista e preconceituoso, afirma sociólogo"
- UOL: "Aécio roubou muito mais, diz PT"
- Caio Blinder: “Lula na cadeia é vitória histórica de Barack Obama"
- Carta Capital: “Sempre fomos contra Lula"
- Zero Hora: “Um dos cem policiais participantes da ação é gaúcho"
- ESPN: “Corinthians protesta contra prisão de torcedor"
- Juca Kfouri: "CBF manda prender Lula para aumentar preço dos ingressos"
- New York Times: "Prisão de ex-presidente brasileiro mostra necessidade de uma mulher na Casa Branca"
- O Antagonista: “Chupa, RA!"