quarta-feira, 17 de julho de 2013

Um mês depois, manifestantes refletem sobre legado de megaprotestos

Denis se converteu em uma liderança comunitária depois de organizar uma caminhada pacífica; Bruno diz que as coisas estão mudando, mesmo sem saber se para melhor ou pior. E Lucio avalia que sua geração saiu da "sonolência" política.

Eles são alguns dos jovens que engrossaram as multidões que tomaram as ruas do país na onda de manifestações que se espalhou por todas as regiões do Brasil.

Exatamente um mês atrás, em 17 de junho, os protestos alcançaram diversas cidades brasileiras e culminaram com a tomada do teto do Congresso Nacional pelos manifestantes de Brasília; poucos dias depois, em 20 de junho, a multidão que saiu para protestar foi estimada em mais de 1 milhão de pessoas em todo o país.

Mas até onde vai o impacto da mobilização vista em junho na vida dos jovens do país? E qual é o papel que eles veem para si nos rumos da política do país?



Reportagem da BBC Brasil, reproduzida no UOL

Um comentário:

zealfredo disse...

A reportagem da BBC mostra pessoas mais significativas que aquele rapaz apresentado na Veja como "o representante das manifestações".
Nada de extraordinário aí. Não precisa muito para fazer melhor reportagem que a Veja.