domingo, 9 de agosto de 2015

Quando a polícia mata negros no Brasil e nos EUA


Duas pessoas negras na cena. Ambas alvejadas pelo racismo praticado pelo arbítrio e força desproporcional da polícia. Sandra Bland, no Texas, sucumbiu. O estudante Feliz, em Salvador, Bahia, surpreendentemente, sobreviveu. Contudo, não nos enganemos, as polícias, de um modo geral, são extremamente violentas e o Brasil não foge à regra.

Um comentário:

zealfredo disse...

Polícia mata negros no Brasil e nos EUA.