segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Professores chilenos denunciam expulsões em massa de estudantes após protestos

O Colégio de Professores do Chile, principal associação de docentes do país sul-americano, denunciou nesta quinta-feira (05/01) uma série de expulsões e cancelamentos de matrículas de estudantes secundaristas.

Todos eles teriam participado dos grandes protestos que paralisaram as ruas e o ano letivo chileno desde maio do ano passado. Na ocasião, o movimento estudantil exigia do governo uma educação pública gratuita e de qualidade. As informações são da multiestatal Telesur, da Prensa Latina e daRádio del Sur. Segundo a associação, aproximadamente três mil estudantes foram afetados pelas medidas em todo o país.






Leia mais no Opera Mundi.