terça-feira, 2 de outubro de 2012

iPhone vira índice de custo de vida


Divulgado pelo Union Bank of Switzerland (UBS), o “índice iPhone” pretende substituir o índice Big Mac elaborado pela revista The Economist. O indicador da revista inglesa compara o preço do sanduíche mais famoso do McDonald’s em diversos países para que se tenha uma ideia da diferença de custo de vida em cada lugar. O produto da Apple, no entanto, indicaria essa realidade de maneira mais precisa, segundo alguns economistas.
(...)
Para elaborar o índice iPhone, o UBS avaliou a quantidade de horas de trabalho necessárias para que um habitante com salário médio conseguisse comprar o modelo 4S de 16GB. Considerando o salário médio do Brasil, um morador da cidade de São Paulo precisa trabalhar 106 horas para comprar um celular da Apple, a 43ª cidade no ranking. No Rio de Janeiro, são necessárias 160 horas para o telefone o que lhe coloca na 53ª posição.

Confira no IG Economia

Um comentário:

zealfredo disse...

Mas o BigMac ainda é feito nacionalmente com insumos nacionais, na maior parte dos países.
O IPhone é sempre montado na China.