domingo, 20 de setembro de 2015

E o “apagão” das hidrelétricas, como vai?

No Brasil, com a mídia militante de oposição, existe um critério para a divulgação de notícias: só as ruins.

Por isso, o distinto leitor e a querida leitora não lêem, faz tempos, notícias sobre a crise elétrica, a não ser para algum chororôremanescente das empresas, todas indo muito bem, obrigado, com os reajustes cavalares que receberam este ano.

Não lêem, embora os dados estejam todos disponíveis a um clique de computador.

Se os nossos jornais os publicassem, saberíamos que os reservatórios das hidrelétricas do Sudeste e do Centro Oeste, que respondem por quase 70% de nossa capacidade de geração estavam quinta-feira, quando escrevi este texto,  com 34,1% de seu volume máximo, contra 27,5% na mesma data de 2014.


Continue lendo o texto de Fernando Brito, no Tijolaço, via Jornal GGN.

Um comentário:

zealfredo disse...

O apagão das hidrelétricas nao aconteceu.