terça-feira, 20 de outubro de 2015

A cooperação internacional como arma política


Volto ao tema da cooperação internacional e da geopolítica.
Nas últimas décadas, a luta contra o crime organizado ampliou as formas de cooperação internacional, a possibilidade de procuradores de vários países trabalharem de forma conjunta.
(...)
***
É por aí que entra a visão geopolítica norte-americana nos acordos de cooperação internacional.
Os canais de cooperação internacional permitem ao parceiro mais aparelhado – os EUA – alimentar os parceiros emergentes com informações de seu próprio interesse.
Não apenas os crimes claros de corrupção são coibidos, como há a tentativa de criminalização até das estratégias geopolíticas nacionais. Entram nesse caldeirão a tentativa de criminalização das ações diplomáticas na África, a tentativa de quebrar as pernas das empreiteiras no mercado internacional, criminalizando até financiamentos à exportação de serviços e a tentativa de inviabilizar o BNDES.

Confira no Blog do Luís Nassif

Um comentário:

zealfredo disse...

Cooperação internacional como arma política.