sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Ministério Público recomenda reprovação das contas de Beto Richa

O Ministério Público de Contas do Paraná recomendou ao Tribunal de Contas do Estado a rejeição do exercício fiscal de 2014 assinado pelo governador Beto Richa (PSDB). Segundo informações da Folha, o MP sustentou que Richa praticou uma verdadeira "pedalada fiscal" por ter alterado, com ajuda de maioria dos deputados estaduais, a meta do Orçamento depois de encerrado o ano, numa tentativa de maquiar o "absoluto descontrole das finanças estaduais". 
No final de abril, a Assembleia Legislativa do Paraná ajudou o governo Richa a alterar a mudança da meta fiscal do Orçamento de 2014. De superavitária, a meta passou a deficitária, quase cinco meses após o encerramento do ano. Assim, o Estado achou uma maneira de fugir do enquadramento na Lei de Responsabilidade Fiscal.

Leia mais no Jornal GGN

Um comentário:

zealfredo disse...

Problemas na execução do orçamento no Paraná.