sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Mercado internacional ‘exagerou’ no pessimismo sobre Brasil, diz Bloomberg

Uma análise da situação política e econômica do Brasil publicada pela rede global de economia “Bloomberg'' sugere que o pessimismo e a reação negativa do mercado internacional aos problemas do país e à perda do grau de investimento foram exagerados.

A avaliação dos especialistas de mercado da “Bloomberg'' inclui um cálculo que indica que a probabilidade de o Brasil dar calote em suas dívidas no próximo ano é de 0,07%, “uma das mais baixas na região'', diz.
“O mercado não parece estar levando em consideração vários fatores importantes que determinam o risco do Brasil não pagar as dívidas'', argumenta. A análise cita que a dívida externa a ser paga nos próximos 12 meses é bem menor (em relação ao PIB) de que a do Chile e a do México; diz que as reservas em moeda internacional do Brasil são maiores de que desses outros dois países e indica até que o risco político do Brasil é menor de que o do México, do Peru e da Colômbia – tudo isso, apesar da crise vivida no país.

Um comentário:

zealfredo disse...

Mercado internacional exagerou no pessimismo sobre o Brasil.