quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Novo chefe da Rota atuou em massacre do Carandiru

O governo Geraldo Alckmin (PSDB) nomeou um dos 116 acusados do massacre do Carandiru, em 1992, para comandar a Rota, espécie de tropa de elite da PM paulista.


A informação é de reportagem de André Caramante publicada na edição desta quarta-feira da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

O tenente-coronel Salvador Modesto Madia, 48, substituirá o coronel reformado Paulo Telhada, que comandou a tropa de 2009 até a sexta passada, quando se aposentou.


Leia mais na Folha.com

Um comentário:

zealfredo disse...

Confira inclusive a foto do tenente-coronel.