sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Estudante vence Facebook em processo sobre privacidade na Europa

Depois de três meses de investigações, a órgão irlandês de proteção de dados (DPD) decidiu que o estudante de direito austríaco, Max Schrems, tinha razão em seu processo contra violações de privacidade cometidas pelo Facebook. Em outubro, o estudante solicitou um arquivo com todas as suas informações à rede social e recebeu uma cópia que continha mais de 1.200 páginas de dados, inclusive aqueles que ele havia deletado anteriormente.


(...)


"Quando você elimina algo do Facebook, tudo o que acontece é que escondem para que você não veja mais", disse Schrems à agência de notícias EFE. "O Facebook sabe mais sobre nós do que a KGB [polícia secreta da extinta União Soviética] sabia sobre qualquer cidadão comum."




Confira o texto no IG

Um comentário:

zealfredo disse...

Apesar de haver regulamentações nos Estados Unidos e na Europa sobre o uso que o Facebook faz de seus dados, no Brasil aparentemente nada foi feito, segundo o texto.