quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A fantasiosa ‘crise militar’

Uma matéria publicada em O Estado de S.Paulo dava conta de uma “histeria coletiva” nos quartéis por conta de um decreto assinado pela presidenta Dilma Rousseff, pelo qual se retiram poderes dos comandantes militares para delegá-los ao ministro da Defesa.
Entre eles, competência para assinar atos relativos a pessoal militar, como transferência para a reserva remunerada de oficiais superiores, intermediários e subalternos; reforma de oficiais da ativa e da reserva; promoção aos postos de oficiais superiores; e nomeação de capelães militares.
Ou seja, por ato administrativo legal, Dilma tirou atribuições de subalternos e as deu ao chefe deles, o ministro da Defesa.
Realmente, um escândalo.

Confira o texto de Leandro Fortes no Diário do Centro do Mundo.

Um comentário:

zealfredo disse...

Fantasiosa crise militar.