domingo, 6 de setembro de 2015

Refugiados: Hungria, a face brutal da União Europeia

Centenas de pessoas refugiadas tomaram um comboio em Budapeste, com intenção de seguirem para a Áustria. Porém, na localidade de Bicske, perto da fronteira com a Áustria, o comboio foi bloqueado pela polícia húngara e todas as pessoas foram obrigadas a abandoná-lo. As pessoas que não eram imigrantes ou refugiados puderam seguir noutro comboio. Em Bickse há um chamado centro de detenção de imigrantes e é intenção das autoridades húngaras levar os refugiados para lá.
Alguns dos refugiados tentaram fugir, foram perseguidos e agredidos pela polícia da Hungria. Muitos outros resistiram a sair do comboio e todos resistem a ir de autocarro para o centro de detenção.

Confira no Esquerda.Net

Um comentário:

zealfredo disse...

Hungria tenta conter refugiados.