terça-feira, 29 de novembro de 2011

Funcionários de porto no Egito rejeitam toneladas de gás lacrimogêneo vindas dos EUA

Funcionários do porto de Suez se recusaram nesta segunda-feira (28/11) a assinar o recebimento de sete toneladas e meia de gás lacrimogêneo dos Estados Unidos, alegando que o gás seria utilizado contra os manifestantes da praça Tahrir.
Agencias de noticias locais publicaram o documento que identifica a carga de 479 barris programada para ser entregue ao Ministério do Interior. Os relatórios também informam que um segundo carregamento de 14 toneladas estaria previsto para ser entregue esta semana, totalizando mais de 20 toneladas do gás.


Leia mais no Opera Mundi

Um comentário:

zealfredo disse...

Tem esse outro trecho:

"Jovem egípcio mostra cápsula de bomba de gás lacrimogêneo; artefatos são, em sua maioria, "made in USA""