quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Gripe aviária criada em laboratório poderia matar metade da população mundial

Isto não é história de filme, nem de um livro de ficção científica: esta é a história real de um cientista que criou um vírus com o poder de matar bilhões de pessoas ao redor da Terra.
OK, calma, respire. Ou melhor, não respire: o vírus é transmitido pelo ar.
Em seu laboratório na Holanda, o virologista Ron Fouchier fez experimentos com o vírus da gripe aviária, o H5N1, para ver como ele poderia ficar ainda mais virulento. (Começou mal.) A pesquisa dele envolvia espalhar o vírus em uma população de furões, e ele percebeu que à medida que o vírus se replicava, ele se adaptava para se espalhar ainda mais rápido. (Piorou.) Mas você não se preocupa com gripe em furões, certo? Só que pesquisas anteriores mostram que quaisquer variações de influenza que se espalham entre furões podem se espalhar entre humanos. (Isso não melhora, não?) Dez gerações depois, os esforços do pesquisador criaram um vírus que se espalha pelo ar e que poderia matar metade da população mundial. (AI MEU DEUS!)
Fouchier, que conduziu a pesquisa no Erasmus Medical Centre, confessou que o novo vírus é “provavelmente um dos vírus mais perigosos que se pode fazer”.(...)


Continue lendo no Gizmodo Brasil

Um comentário:

zealfredo disse...

Talvez se deva sentir pânico...