quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Fora do Brasil, repórter ameaçado pela Rota relata a mudança de vida


Após escrever uma reportagem em julho relatando que o ex-comandante da Rota (a controversa unidade de elite da Polícia Militar de São Paulo) e vereador eleito Paulo Telhada usava sua página no Facebook para pregar a violência, o repórter André Caramante, do jornal Folha de S. Paulo, passou a ser alvo de ameaças que o levaram a deixar o País com a família.
Com os filhos fora da escola regular e longe dos amigos e da profissão, o jornalista espera providências das autoridades, que ainda não identificaram os autores de ameaças como: "Quero deixar um recado para o André Caramante. Para ele deixar a polícia trabalhar em paz ou os filhos dele vão estudar no tacho do inferno", feita por telefone a um funcionário do jornal, segundo o Ministério Público.

Leia mais, e confira uma entrevista com Caramante, no Terra

Um comentário:

zealfredo disse...

O mais interessante é que o coronel aposentado da PM paulista foi eleito pelo mesmo partido do governador do estado, daquele ex-presidente, ... E ninguém comenta isso.